Nas bancas.
Colunistas

Abel Barros


José Eduardo Agualusa


Francisco Belard


Rogério Casanova


Filipe Vicente


Pedro Mexia


Onésimo Teotónio Almeida


Inês Pedrosa


Eduardo Pitta


Jorge Reis-Sá


José Mário Silva

O Sofá da LER

Os posts do Sofá.
Envie-nos o site ou blog da sua livraria.
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008
Faca de Seda – Crónica de Filipe Nunes Vicente

Elogio do parasita


Estive para intitular esta crónica como «A arte de viver». É um título estúpido. Por que razão haveremos de fazer da vida uma arte? Se pensarmos em todos os que morreram à nascença (um qualquer caixote de lixo)  ou em todos os que morreram para que outros não nasçam (Auchswitz), onde está a arte? A arte pode estar em evitar, em fugir da vida, não propriamente em viver.
Pietro Gerbore, diplomata, escritor, memorialista e gourmet, escreveu um livro admirável sobre a evasão: Una storia dell’arte de vivere (Fógola, Turim, 1985). É um livro sobre como se esteve à mesa: nos últimos 25 séculos mas com atenção especial aos últimos cinco. Como se esteve à mesa, não exactamente – ou não apenas – o que se comeu e como se comeu. Estar à mesa é um campeonato onde não falta a memória das velhas glórias: os que connosco cresceram, os que nos criaram, os que nos faltam. Mas estar à mesa é também uma pausa na vida e é, nesse sentido, uma fuga à vida.
Quando preparamos à pressa uma refeição imberbe que há-de ser mastigada entre berros e rosnadelas e rematada com o amargor que sempre sobra de um casamento gasto (e nem se aproveita para açorda), não estamos à mesa. Quando trocamos o prazer de estar e de provar pelo de ganhar, também não estamos à mesa (talvez do  Orçamento Geral do Estado mas isso é outra loiça).
Gerbore vai buscar uma carta que Bernardin de Saint-Pierre escreveu à mulher em Agosto de 1793. Havia fome em Paris, um pedaço de pão suscitava mais inveja do que o sucesso de uma ópera entre os escritores e toda a hospitalidade era suspeita. Esta última frase é terrível, porque a mesa é a hospitalidade. À mesa, antigamente, sentava-se o parasita (para sitos) – «o que está ao lado da comida». Bons tempos esses em que o parasita era um hóspede. Já lá iremos.
E vamos jantar com Sófocles. Édipo, cego, velho e amaldiçoado,  chega a um prado verdejante. Caminha amparado por Antígona e calculo que esteja esfomeado. Uma tira de queijo, uns figos e um pouco de água fresca bastariam para o sossegar. Cheira-lhe a loureiro, vinha e oliveira. Antígona abraça as muralhas com os olhos. É a teichoskopia invertida. Em vez de ver de cima das muralhas o exército sitiante, Édipo vê (através dos olhos da filha) de baixo as muralhas que guardam os hospedeiros. O hóspede e o hospedeiro presos na mesma raiz: Ghostis, estrangeiro (guest); hosti-postis (hóspede), «senhor dos estrangeiros». Afinal estão todos sitiados.
Quem chega à mesa com fome e com sede e não é esperado, o que pode esperar? Os Anziani, conta Gerbore, administraram Bolonha entre 1530 e 1576. Ficaram famosos os banquetes oferecidos a Cristina da Suécia e a Maria Casimira da Polónia. Os convidados atravessavam um átrio de cujo tecto abobadado pendiam limões e uvas. A sala de refeições simulava uma montanha encimada pela estátua dourada de Felsina; na base, 66 couverts e 24 açucareiros de prata aguardavam os comensais. Excessivo na forma, correcto na essência.
Mesmo os homens duros da vida dura apreciavam – e apreciam – o prazer de estar à mesa com os amigos. Uma semana inteira na fazenda, pasto para aqui, gado para acolá, sachar, podar, sulfatar, mais ou menos tractor e ao domingo, depois da missa e do almoço familiar, uma tarde na adega. Nos bons tempos, umas lascas de bacalhau cru, salgado como o mar, broa, uma picheira de tinto e, claro, uma pausa.
Esta pausa na vida que se tem de ganhar, seja a da sedução política seja a da jorna monótona e ressequida, é mesmo uma evasão. Conta muito a forma como se prepara esta evasão, como nos evadimos e como acolhemos os evadidos.
Na adega ou com os Anziani, a mesa é a arte da fuga. Se o estrangeiro chegar inesperadamente fugido de qualquer lado, transforma-se num parasita: alguém que come ao (nosso) lado. E passa ser um  hóspede por obra e graça da pura alquimia gastronómica.
 



© publicado pela Ler às 16:20
Link

Notícias, rumores, invenções e impropérios, para blogler@sapo.pt.




Promoção especial: colecção da revista LER com 50%. Aqui.
Eventos
Pesquisar
 
Outras leituras
ABC
Arts & Letters Daily
Arts Journal
BBC
El Mundo
El País
Frankfurter Allgemeine Zeitung
Granta
Harper´s
La Repubblica
Le Figaro
Le Magazine littéraire
Le Monde
Lire
Literary Review
London Review
Moscow Times
New Statesman
Open Letters
Publishers Weekly
Qué Leer
Salon
Telegraph
The Atlantic
The Bookseller
The Economist
The Guardian
The Independent
The New York Times
The New York Review of Books
The Scotsman
The Spectator
The Times
Livrarias
Feira do Livro de Lisboa
Feira do Livro do Porto
Alexandria, Egipto - 21 de Fevereiro a 5 de Março
Riga, Letónia - 28 de Fevereiro a 2 de Março
Bruxelas, Bélgica - 5 a 9 de Março
Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos - 11 a 16 de Março
Leipzig, Alemanha - 13 a 16 de Março
Paris, França - 14 a 19 de Março
Bangkok, Tailândia - 26 a 30 de Março
Bolonha, Itália - 31 de Março a 03 de Abril
Londres, Reino Unido - 14 a 16 de Abril
Linz, Áustria - 23 a 27 de Abril
Buenos Aires, Argentina - 21 de Abril a 12 de Maio
Bogota, Colômbia - 23 de Abril a 5 de Maio
São Petersburgo, Rússia - 24 a 27 Abril
Budapeste, Hungria - 24 a 27 de Abril
Praga, República Checa - 24 a 27 de Abril
Genebra, Suíça - 30 de Abril a 4 de Maio
Basel, Suíça - 2 a 4 de Maio
Turim, Itália - 8 a 12 de Maio
Varsóvia, Polónia - 15 a 18 de Maio
Tessalónica, Grécia - 29 de Maio a 1 de Junho
Nova Iorque, EUA - 29 de Maio a 1 de Junho
Madrid, Espanha - 30 de Maio a 15 de Junho
Cidade do Cabo, África do Sul - 14 a 16 de Junho
Toronto, Canadá - 15 e 16 de Junho
Guayaquil, Equador - 4 a 13 de Julho
Tóquio, Japão - 10 a 13 de Julho
Hong Kong - 23 a 29 de Julho
Edimburgo, Escócia - 9 a 25 de Agosto
São Paulo, Brasil - 14 a 24 de Agosto
Gotemburgo, Suécia - 25 a 28 de Setembro
Barcelona, Espanha - 8 a 10 de Outubro
Frankfurt, Alemanha - 15 a 19 de Outubro
Belgrado, Sérvia - 20 a 26 de Outubro
Bratislava, Eslováquia - 6 a 9 de Novembro
Moscovo, Rússia - 26 a 30 de Novembro
Guadalajara, México - 29 de Novembro a 7 de Dezembro
Arquivos

Novembro 2016

Abril 2010

Agosto 2008

Julho 2008

Abril 2008

Subscrever feeds
blogs SAPO